13 caçadores de albinos e calvos detidos em Milange ‐ Zambézia

13 caçadores de albinos e calvos detidos em Milange ‐ Zambézia

Treze indivíduos acusados de envolvimento em violação de túmulos e caça de albinos e calvos estão detidos no Comando Distrital de Milange, na Zambézia, escreve a AIM.

Os mesmos revelam que se iniciaram nas práticas criminosas na sequência de ofertas de quantias monetárias que atingem um milhão de meticais, por pessoas.

“Fui enganado por um amigo. Saímos juntos e fomos ao cemitério e daí tirámos o crânio e foi assim que me agarraram. O meu amigo encontra-se ainda em parte incerta”, disse um dos detidos à RM.

“Não sei de nada. Meus amigos vieram ter comigo e disseram que tinham um negócio. Eu saí à procura da minha mulher e fui pegado, desde lá fiquei preso”, disse outro acusado.

A província central da Zambézia tem tido uma grande incidência de casos de tráfico de albinos e calvos, bem como órgãos humanos, sem contar com a profanação de túmulos.