Comerciantes de Maputo ainda desafiam INAE

Comerciantes de Maputo ainda desafiam INAE

Alguns estabelecimentos comerciais na cidade de Maputo ainda desafiam as recomendações de higiene dadas pela Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE), revela o organismo.

A INAE aponta para as panificadoras como as que mais tendem a desafiar as orientações dadas, pelo que se procede com uma medida coerciva.

« Estamos a observar uma renitência de dois estabelecimentos, um deles é a padaria Zurifo, que estão numa situação crítica de higiene e não conseguem passar por esta situação… Estivemos lá, a primeira vez, e constatamos que havia péssimas condições de higiene. Deixamos lá as nossas recomendações, mas, quando regressamos, notamos que a situação piorou », referiu Virgínia Muianga, Porta-voz do INAE, citada pela AIM.

« Tomaremos as devidas medidas. Vamos decretar o encerramento e retirada do alvará e obrigar », disse Muianga, que no relatório mensal revelou que no mês de Julho foram multados 22 estabelecimentos comerciais e fiscalizou outros 1.354 em todo o território nacional.

(1126 Posts)