Dinamarca bane abate de animais em halal e kosher

Dinamarca bane abate de animais em halal e kosher

O governo da Dinamarca proibiu o abate religioso de animais para a produção de carne halal (ritual muçulmano) e kosher (ritual judeu), depois de anos de campanha de activistas, escreve o Independent.

A mudança para a lei, tem sido chamada de “anti-semitismo” por líderes judeus e “uma clara interferência na liberdade religiosa” pelo grupo sem fins lucrativos Halal dinamarquês.

A regulamentação europeia exige que os animais sejam atordoados (colocados inconscientes) antes de serem abatidos, mas concede isenções por motivos religiosos. Para que a carne seja considerada kosher sob a lei judaica ou halal sob a lei islâmica, o animal deve estar consciente quando morto.

No entanto, defendendo a decisão de seu governo de remover essa isenção, o ministro da Agricultura e da Alimentação Dan Jørgensen referiu que “os direitos dos animais se aproximam da religião”.

Comentando a mudança, o vice-ministro dos serviços religiosos de Israel, Rabi Eli Ben Dahan, alegou que : “O anti-semitismo europeu está mostrando suas verdadeiras cores em toda a Europa e está se intensificando nas instituições governamentais”.