Efectivo de polícias da Ponta D’Ouro suspenso por corrupção que revoltou populares

Efectivo de polícias suspenso por corrupção que revoltou populares na Ponta D'Ouro

O Comando Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) decidiu pela suspensão de todo efectivo de agentes afectos à na Ponta de Ouro, província de Maputo, depois de uma recente revolta popular contra elementos da corporação, acusados de corrupção.

Os populares daquele ponto do país, reclamam de constantes extorsões de turistas, o que reduziu afluxo destes e consequentemente afectou o negócio local. Os mesmos  aparecem num vídeo que circulou nas redes sociais, a encurralar uma viatura da PRM.

Segundo o relato citado pelo porta‐voz da PRM, Cláudio Langa, “um grupo de turistas viu a sua viatura enterrada. A Polícia passou por ali e parou, porque a viatura estava bloquear a via. Eles pediram os documentos e o automobilista apresentou. Mas, no regresso da sua missão, os agentes pediram que o dono da mesma viatura seguisse com eles, mas a população não aceitou, tendo bloqueado a viatura da PRM”.

“O Comando decidiu retirar todo o efectivo da Ponta de Ouro até se apurar a veracidade das queixas daquela população. Enquanto isso, estará lá um outro efectivo”, disse Cláudio Langa.