Ex-PR liberiana vence Prémio Mo Ibrahim

Ex-PR liberiana vence Prémio Mo Ibrahim

A ex-presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, ganhou o prêmio Mo Ibrahim, atribuído a estadistas africanos por boa governação.

Sirleaf, terminou o mandato de presidente em 2017, tornou-se a primeira presidente feminina eleita de África em 2006.

A mesma arrecada com a restrita distinção a quantia de 5 milhões de dólares, sendo a quinta pessoa a receber o prémio, em 11 anos da sua existência. O prémio de 5 milhões é seguido por 200 mil dólares anuais para toda a vida

A ex-estadista foi louvada pelo seu trabalho de reconstrução da nação após a guerra civil e levando ao processo de reconciliação. O comitê do prêmio, citado pela BBC, admitiu que, embora Sirleaf fosse acusada de tolerar a corrupção, ela havia demonstrado liderança excepcional em circunstâncias difíceis.

Foi acrescentado que a Libéria foi o único país de 54 estados africanos a melhorar em todas as categorias e subcategorias do Índice Ibrahim de Governação Africana.

Ellen Johnson serviu em dois mandatos como presidente, tendo sido sucedid pelo ex-futebolista George Weah.

Pouco após a saída do cargo, Sirleaf foi expulsa do seu partido, sob alegacao de ter apoiada a  campanha de Weah, em vez do candidato interno.

Nem sempre o prémio Mo Ibrahim é atribuído, sendo que em seis ocasiões, nenhum líder foi considerado digno do mesmo.

Cronograma do prémio Mo Ibrahim:

2007: o ex-presidente de Moçambique, Joaquim Chissano

2008: o ex-presidente do país, Festus Mogae

2009: Nenhum prémio dado

2010: Nenhum prémio dado

2011: o ex-presidente de Cabo Verde Pedro Verona Pires

2012: Nenhum prémio dado

2013: Nenhum prémio dado

2014: o ex-presidente da Namíbia, Hifikipunye Pohamba

2015: Nenhum prémio dado

2016: Nenhum prémio dado

(1511 Posts)