Guebuza ainda não leu relatório da Kroll

guebuza

O antigo estadista moçambicano, Armando Guebuza, disse ainda não estar a par do relatório da Kroll, recentemente publicado por uma agência britânica  sobre contas das empresas Ematum, Proindicus e Mozambique Assets Management (MAM).

Interpelado imprensa aquando das celebrações domingo passado (25) da independência nacional na Praça dos Heróis Moçambicanos, Guebuza disse não poder ainda comentar acerca do “escândalo” em torno de empresas criadas durante o seu mandato, que causaram o agravamento do dívida pública nacional em mais de dois biliões de meticais.

“Ainda não tive acesso ao relatório, por isso não posso fazer nenhum comentário”, disse Guebuza, citado pela AIM.

A Kroll Associates UK, consultora autora do relatório, foi contratada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) “para verificar a existência ou não de infracções de natureza criminal nas três empresas moçambicanas, no quadro das dívidas ocultas, contraídas entre 2013/14.