O último adeus à escritora Fátima Langa

Fatima Langa

Os restos mortais da escritora moçambicana Fátima Langa, falecida sábado passado vítima de doença, vão a enterrar, na tarde desta quarta-feira(28), no Cemitério da Lhanguene, em Maputo.

Fátima Langa, que estava perto de completar 64 anos, perdeu a vida a caminho do hospital, depois se ter sentido mal na sua residência.

Famosa no país e além fronteiras por suas obras na vertente da literatura infanto-juvenil, nasceu a 24 de Junho de 1953, em Manjacaze na província de Gaza, terra que influenciou de forma inspiracional o seu leque de livros e textos publicaods em vários jornais e revistas.

Assumidamente mentorada pela icónica escritora moçambicana Lília Momplé, Fátima Langa já recebeu diversos prémios nacionais e internacionais, com destaque para a Medalha do Mérito JK, no Brasil, por ocasião do centenário natalício do antigo Presidente Juscelino Kubitschek, e o título de “Personalidade Africana do Ano”, pelo Centro de Integração Cultural e Empresarial de São Paulo (CICESP).