Omar Adelino: a alma da moda moçambicana

Omar Adelino: a alma da moda moçambicana

Omar Adelino é um jovem designer. Iniciou a sua carreira enquanto maquilhador profissional e designer de moda em 2012 através da sua participação na vertente School na edição 00 do Mozambican Fashion Week, uma plataforma para estimulalar o surgimento de novos estilistas.

No ano seguinte revoltou a marcar presença no MFW como jovem criador tendo conquistado o premio Young designer “comecei a trabalhar e a ganhar um certo sentido de responsabilidade para desenvolver a marca Omar Adelino” disse o designer. Alem disso, o estilista estava ciente das dificuldades que ia enfrentar porque, segundo este, a moda é um trabalho que envolve muitas tarefas e aspectos.

Omar participou nas edições de 2013 e 2014 do Fashion Love Maputo e, progressivamente marcou presença no evento Riccione Moda Itália. A sua participação neste evento de moda internacional foi crucial para Omar: apresentou uma colecção feita inteiramente com capulana e revela foi muito bem recebida. Depois ter regressado a Moçambique, foi consagrado best young designer na Mozambican Fashion Week e ganhou 3 prémios entre estes o Vodafone Mozambique Fashion Week-Amarula.

NEYMA

Omar Adelino continuou a progredir na sua área graças a cantora Neyma, uma pessoa muito exigente que gosta de desafios e que lhe ensinou a tornar-se mais e mais profissional, a sair da sua zona de conforto para encontrar novos padrões na moda do que o tradicional padrão africano, a capulana. A partir dai, o jovem estilista começou a trabalhar com alguns músicos angolanos de referencia como Perola e Yuri da Cunha.

OMARADELINO1

O percurso de Omar Adelino profissionaliza-se mais e mais. Participou em diferentes semanas da moda no estrangeiro. Começou com a semana da moda em Joanesburgo, na África do Sul seguiu-se depois a semana da moda em Portugal. Cada participação era uma prova de que o estilista podia mostrar o que de melhor se faz na moda em Moçambique, com muita personalidade e carregando os valores da cultura nacional sobretudo a alegria do seu povo. Recentemente, em Janeiro 2017 participou na semana da moda africana, étnica em Lisboa, ponto de encontro de muitas culturas africanas e onde as marcas são “made in Africa”.

OAS

Afinal, Omar Adelino tem a responsabilidade de fazer crescer a sua marca também porque há pessoas que gostariam de saber como a marca funciona e como a moda moçambicana se desenvolve. Além disso, quer mostrar a criatividade e marcar a diferença mesmo com poucos recursos. Daqui há alguns anos vão surgir novos designers moçambicanos que vão provar que a moda moçambicana tem o seu valor. Todos os designers moçambicanos têm a vontade de conseguir e com esta vontade vão ajudar a cultura e a moda moçambicana a crescer e promove-las além das fronteiras remata o entrevistado.

Por Anne-Laure Josserand