Participantes burundeses da olimpíada de robótica desaparecidos nos EUA

Participantes burundeses da olimpíada de robótica desaparecidos nos EUA

A polícia de Washington DC está a procura de seis adolescentes do Burundi desaparecidos, depois de participar da competição internacional de robótica recém‐terminada nos Estados Unidos da América.

Os adolescentes, incluindo duas meninas e quatro rapazes, entre as idades de 16 e 18, foram vistos pela última vez na cerimónia de encerramento do evento que acolheu 163 equipas nacionais formadas por estudantes de todo o mundo.

O encarregado dos mesmos, na sua deslocação ao evento, relatou o incidente à polícia, de acordo com a mídia local.

A equipa, que terminou em 73º lugar nas olimpíadas de robótica, foi selecionada de uma escola na capital burundaise Bujumbura.

40 países africanos participaram da competição de robótica. Suas tarefas foram construir robôs que realizarão tarefas de engenharia para resolver a crise da água e outros problemas ambientais.

O desaparecimento dos competidores africanos abre mais uma vez espaço para debate sobre a questão da migração. Recorde‐se que as Embaixadas dos EUA em Gâmbia e Afeganistão haviam negado os vistos aos estudantes locais que iam para o mesmo evento, tendo posteriormente cedido.

As equipes africanas têm uma história repetitiva de desaparecimento após competições na Europa e na América. Em 2016, dois membros da equipe olímpica da Guiné desapareceram da Aldeia dos Atletas do Rio 2016 após a competição.

Em 2014, quatro membros de uma equipe de trilhas etíope que competem em um evento internacional no Oregon nos Estados Unidos perderam o que as autoridades acreditavam ser uma tentativa de buscar asilo e permanecer nos Estados Unidos.

Em 2012, sete atletas olímpicos dos Camarões, incluindo 5 pugilistas, um nadador e uma guarda-redes de futebol feminino, também estavam desaparecidos durante as Olimpíadas de Londres 2012. Foram seguidos por três guineenses e três marfinenses, enquanto dois membros da equipe sudanesa e um etíope buscaram asilo no Reino Unido.

(1126 Posts)