Pintura secular de Jesus Cristo, da autoria de da Vinci, em leilão milionário

Pintura secular de Jesus Cristo, da autoria de da Vinci, em leilão milionário

“Salvator Mundi”, um retrato “etéreo” de Jesus Cristo, da autoria do icónico pintor italiano Leonardo da Vinci –  que data de cerca de 1500 – deverá ser vendido por cerca de 100 milhões de dólares em Novembro, tornando-se entre os trabalhos mais valorizados já vendidos em leilão.

A mesma é a última pintura privada de Leonardo da Vinci e uma das menos de 20 do artista renascentista que ainda existe, sendo o italiano conhecido pelos recordes nos leiloes das suas obras.

“Este é verdadeiramente o Santo Graal das redescobertas de arte”, disse Alan Wintermute, especialista sênior da Christie’s – a maior agencia de leiloes de pinturas mundo, sediada na Inglaterra.

Wintermute acrescentou que pensou-se durante muitos anos que o retrato, às vezes chamado de “Mona Lisa” masculino, estivesse perdido ou destruído.

Primeiramente guardado na coleção particular do rei Carlos I da Inglaterra, o trabalho foi leiloado em 1763 antes de desaparecer até 1900, altura em que o rosto e o cabelo de Cristo foram pintados, o que Wintermute disse que era uma prática “bastante comum”.

Vendido para um colecionador americano em 1958 por 45 libras, o quadro teve uma réplica vedida em 2005.

O actual proprietário iniciou o processo de restauração e, após alguns seis anos de pesquisa, foi autenticado como a obra-prima de mais de 500 anos da Vinci, que culminou em uma exposição de alto perfil na Galeria Nacional de Londres, em 2011.

A casa de leilões não identificou o vendedor, um colector privado europeu que adquiriu o trabalho após sua re-descoberta em 2005 e uma longa restauração. A pintura é a primeira descoberta de uma pintura da Vinci desde 1909.

(978 Posts)