Presidente do Brasil escapa de processo judicial

Presidente do Brasil escapa de processo judicial

O polémico presidente do Brasil, Michel Temer, conseguiu reunir, ainda na quarta-feira (2), os 172 votos de que precisava na câmara baixa para arquivar a denúncia de corrupção passiva, crime do qual era acusado numa queixa apresentada à Procuradoria-Geral da República (PGR).

Segundo o JN, Temer precisava de no mínimo um terço dos votos dos 513 deputados que compõem o organismo.

Desta forma, Temer escapa do processo que o poderia afastar do cargo mais alto do Estado por pelo menos 180 dias.