Prisões moçambicanas com 143% de nível de superlotação

Prisões moçambicanas com 143% de nível de superlotação

As prisões moçambicanas albergam actualmente 11.800 presos acima de sua capacidade máxima de 8.200 ‐ que corresponde a um nível de superlotação de 143%, de acordo com dados do Serviço Penitenciário Nacional (SERNAP) citados pelo JN.

Do total de 19 mil encarcerados, espalhados por 84 prisões pelo país, 37% seriam liberados,  na quinta-feira, indicam que o país tem 84 prisões, que actualmente abrigam 19 mil presos.

“6,253 são moçambicanos em prisão preventiva, com 77 estrangeiros na mesma condição. Quanto aos condenados, 12.571 são moçambicanos e 208 estrangeiros”, revela o SERNAP, citado pela publicação.

A estatística foi revelada pelo SERNAP na visita feita pelo PR Filipe Nyusi ao Ministério da Justiça, tendo este se manifestado preocupado com o facto.

“Estou preocupado com o superlotação, não só por causa de condições para os internos, mas também porque alguns não devem estar lá, quando a sentença já foi atendida”, disse Nyusi.