Regime de Maduro pode declarar guerra na Venezuela

Maduro

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, terá colocado as forças armadas em alerta, em consequência de um suposto ataque terrorista feito por helicóptero com recurso a granadas, no que ele este considera parte de um plano golpe de Estado.

A Venezuela assiste a uma grave onda de violência que deixou 76 mortos, em cerca de três meses de protestos populares que querem ver Maduro fora do poder.

« Digo ao mundo, e espero que o mundo escute após 90 dias de protestos, destruição e mortes… Caso a Venezuela seja afundada no caos e violência e a Revolução Bolivariana seja destruída, iremos ao combate. Nunca iremos desistir (…) iremos libertar a pátria com armas », disse Maduro, num recado para a comunidade internacional e aos seus opositores.

Maduro, de 54 anos, defende diante da violência que assombrou as principais cidades da Venezuela, a criação de uma Assembleia Constituinte que vai elaborar uma nova Constituição da República. Entretanto a oposição quer que sejam  logo marcadas as eleições presidenciais.

Nunca tendo tido paz desde que chegou ao poder 2013, Maduro é descrito pela oposição venezuelana como um ditador socialista que destruiu a economia.

(1126 Posts)