Santungira: Residentes querem Dhlakama fora das matas

Dhlakama

Numa altura em que a Renamo alega não ter sido a retirada dos Forças de Defesa e Segurança de oito posições em Gorongosa ‐ Sofala, residentes Santungira pedem a retirada dos homens armados da Renamo e o seu líder das matas, em prol da paz e desenvolvimento daquela região.

Os residentes fizeram o pedido à margem da visita de um grupo de jornalistas a Gorongosa, para acompanhar o processo de retirada das Forças Defesa e Segurança (FDS) das posições criadas durante o recente conflito político-militar.

Citado pela AIM, o residente Manuel Bosque, 45 anos, diz‐se preocupado com presença de Dhlakama e seus homens naquela região, dada a insegurança criada no seio da população.

“O governo está interessado em trazer a paz efectiva. Vemos que depois do anúncio da trégua, muitos militares saíram das posições e regressaram aos quartéis de origem. O mesmo devia acontecer com a Renamo, sair das matas porque só assim é que havemos de acreditar que estamos em paz… Se isso não acontecer continuaremos com medo, porque não sabemos o que eles estão a pensar e o que vai acontecer”, referiu.

Já Zerinha Baptista, faz um apelo ao líder da Renamo para que abandone as matas.

“Dhlakama deve entregar as armas porque nós queremos paz. Enquanto tiver armas vão continuar a ser uma ameaça principalmente para nós que vivemos nesta zona. Os nossos filhos querem estudar e nós queremos produzir mais comida. Isso só será possível se estivermos em paz”, disse.