Semana de Alta Costura em Paris: Arte e Moda

Alta Costura1

Decorre esta semana a fashion week de Alta costura (Haute Couture) das colecções de outono-inverno 2017-2018, em Paris na França.

Prestigiadas marcas revelam a sua capacidade de imaginação e criatividade para apresentar colecções maravilhosas de modelos exclusivos feitos sob medida, ornamentados de bordados de linha ou de pedras preciosas e outras invenções cada vez mais sublimes.

Para entrar neste prestigioso universo da alta costura é preciso seguir algumas regras como por exemplo ter um atelier com costureiros, as famosas “pequenas mãos” e usar um knowhow tradicional.

17khc_ateliers_01.standard.192017khc_ateliers_02.standard.1920

Chanel Alta Costura trabalho preparativo do atelier

O mais importante é mesmo usar trabalho feito a mão e a medida. Aqui e como sempre, o programa das passarelas abre-se para os membros convidados.

Desta vez, foram convidados e apresentam no primeiro dia, os estilistas americanos Proenza Shouler, Rodarte, a antiga casa de costura Azzaro, os belgas A.F Vandervorst e o excêntrico Ronald van der Kemp.

Mais uma vez, estes estilistas e as casas mais tradicionais contam histórias fantásticas e maravilhosas com todo o artesanato tipicamente francês. Cascadas de laços e tules, flores bordados a mão durante horas e horas, tecidos excepcionais, curtas e técnicas de costura perfeitas: sonhos lindíssimos e, cada vez a redescoberta da maravilha. Contam histórias de mulheres fortes, independentes, elegantes, excêntricas, percursoras da época.

Proenza Shouler

Sem nome

A citadina moderna de Proenza Shouler: silhuetas com flores, laço e elementos de roupa interior.

Rodarte

Rodarte-RS18-7066

A motoqueira romântica de Rodarte: Tule, flores e botas de cowboy

Rodarte-RS18-7101Rodarte-RS18-7066

Rodarte Alta Costura Outono-Inverno 2017-2018

Rodarte-RS18-7226

Rodarte Alta costura Outono-Inverno 2017-2018

Ronald van der Kemp

O holandês Ronald van der Kemp abriu a semana de alta costura e inspirou-se em clientes americanos de Alta Costura dos anos 70 e 80 e também das musas excêntricas, fortes e trazedoras de um estilo bem definido como a Loulou de la Falaise ou a Paloma Picasso. O estilista trabalha as suas colecções com tecidos antigos, tesouros de missangas, laços e pele para assemblar e criar silhuetas excêntricas que trazem muita beleza e entusiasmo na semana de moda.

_kem0078_jpg_5422_north_1382x_black _kem0228_jpg_7300_north_1382x_black _kem0280_jpg_3566_north_1382x_black _kem0677_jpg_1683_north_159x261_white _kem0736_jpg_6537_north_1382x_black

Ronald van der Kemp- Alta Costura Outono-Inverno 2017-2018

Maison Rabih Kayrouz

O estilista libanês gosta de uma mulher livre, com determinação, moderna e que se aproveita de um estilo minimal. Nesta colecção vê-se, outra vez a maneira perfeccionista de cortar as roupas, a exigência nas proporções e o aspecto da mulher Rabih Kayrouh fica chique e moderno ao mesmo tempo.

Kayrouz-PO-RS18-0010 Kayrouz-PO-RS18-0012 Kayrouz-PO-RS18-0014 Kayrouz-PO-RS18-0017 Kayrouz-PO-RS18-0002

Maison Rabih Kayrouz –Alta Costura Outono-Inverno 2017-2018

Texto de  Anne-Laure Josserand 

(1126 Posts)