Stella McCartney: a estilista engajada

Stella McCartney: a estilista engajada

A estilista Stella McCartney destaca-se mais entre os seus colegas no universo do luxo. Filha do ex-Beatles Paul McCartney e da fotografa Linda McCartney, procurou sempre justificar o seu lugar de destaque na moda. Depois de trabalhar com grandes designers lançou em 2001 a sua própria marca.

Aliás, a preocupação com o meio ambiente é a marca registada da estilista, que não faz uso de pele, couro e penas e, sempre que possível evita tecidos que não sejam orgânicos em suas colecções. Stella McCartney é uma vegetariana convencida, consequência directa da educação recebida dos seus pais e, a estilista tem horror a matérias-primas de origem animal e não perde uma única oportunidade para tentar convencer aos colegas de moda em pensar no luxo e no seu fabrico em condições óptimas para o ambiente.

STELLA

Como estilista, quer criar roupas desejáveis, luxuosas, bonitas e que as mulheres sintam vontade de comprar. Mas ao mesmo tempo, aceita sempre o desafio de usar ao máximo belos tecidos orgânicos. A sua decisão baseia-se num questionamento, conseguir fazer uma peça de uma maneira mais sustentável sem sacrificar o design. A prioridade reside na criação de peças realmente bonitas, sensuais na moda sem usar alguns processos e produtos químicos muito prejudiciais ao meio-ambiente.

Trabalha com fornecedores italianos e pede a estes para usarem materiais alternativos. No caso dos tecidos, além de orgânicos, eles precisam ser tingidos com corantes naturais.

Stella está ciente do impacto da moda na natureza e gostaria de consciencializar as pessoas, da morte de 50 milhões de animais por ano, em nome da moda e do impacto disso para o futuro do planeta. Segundo esta, luxo não é uma necessidade. Pessoas compram luxo porque almejam-no; o luxo valoriza a pessoa mas também a definição do luxo reside na duração do produto, na sua beleza e assim, deveria respeitar o meio-ambiente no seu processo de fabrico e de escolha de material. Essa decisão torna a marca a primeira e uma das únicas que pensa de forma responsável pela ética e o meio ambiente.

ADIDASSMC

Além de colaborar com a marca Adidas para desenvolver produtos desportivos eco responsáveis, em uma das coleções, a Adidas uniu Stella McCartney com a “Parley for the Oceans”, uma associação de protecção dos mares e oceanos, na criação de modelos de sapatilhas sustentáveis que levavam plástico retirado do oceano em sua matéria-prima. A designer quer aproveitar o material desenvolvido para a confecção de peças para a sua grife, ajudando a espelhar a acção da organização.

Indo mais longe, Stella McCartney lançou a sua campanha de publicidade de Inverno 2017-2018: uma campanha engajada que mostra imagens feitas em um aterro sanitário, no leste da Escócia. Através desta campanha, a estilista chama à atenção para o uso exagerado do plástico e a necessidade de se efectuar a reciclagem destes resíduos.

ADSMC1

ADSMC2

A beleza desta campanha reside no contraste entre o aspecto romântico dos modelos numa luz douradora, cabelos ao vento, vestidas de roupas magnificas a andar neste ambiente de lixo, cheio de plástico amontoado a muitos anos pelos homens. Stella McCartney quer mostrar a emergência de se tratar deste problema ecológico criado só pelo homem e chamar atenção a todos os consumidores da importância de comprar moda de forma consciente e responsável e de ficar sempre bem informados.

Luxo não significa lixo.

PorːAnne-Laure Josserand

(1126 Posts)