Zimbabweano é prometido 4 mil dólares e decapita a irmã

zimbabiue trafico humanoº

Um zimbabweno, de nome Isaac Mashonga, foi preso por cortar a cabeça de sua irmã e vendê-la para um empresário local, à troco de 4 mil dólares, norte‐americanos.

O jovem, de vinte anos, decapitou sua irmã Dadirai Mashonga, de 40 anos, na manhã de sexta-feira, em Zvipani, no norte do país, sendo que o empresário não identificado precisava da cabeça “para impulsionar seu negócio”, escreve o AN.

Mashonga entregou a cabeça ao empresário, mas foi preso depois que foi visto com uma camisa encharcada de sangue. Entretanto, a publicação não apurou se o empresário também foi preso.

Os assassinatos rituais são uma ocorrência muito comum no país. Homens de negócios acreditam que partes do corpo humano podem trabalhar como encantos para tornar seus empreendimentos mais lucrativos.