JAY-Z processa estado novamente para proteger 152 presos de tratamento desumano

A equipe ROC abriu um processo em representação a mais 152 prisioneiros que enfrentam condições cruéis na Penitenciária do Mississippi em Sunflower.

Dezoito presos morreram em todo o sistema correccional do Mississippi. Os presos disseram que “a comida é adulterada com fezes de ratos, baratas, pedras, excrementos de pássaros e outros materiais estranhos” e muitos internos estão “a precisar urgentemente de cuidados médicos para câncer, lúpus, defeitos cardíacos graves”, segundo informações da equipe ROC.

As condições dos prisioneiros são desumanas segundo relatam a equipa de advogados do Rapper norte-americano. Pelo menos nove mortes de presos por suicídios, homicídios e outros incidentes que foram classificados como “mortes naturais”.

JAY-Z, Gotti, Equipe ROC e os presos pedem ao tribunal que mantenha a jurisdição de Parchman até que o Departamento de Correcções estabeleça um ambiente seguro e estável.

Em Janeiro, a Equipe ROC entrou com seu primeiro processo em nome de 29 presos contra o Departamento de Correcções do Mississippi por queixas semelhantes. O processo ocorreu depois da morte de cinco prisioneiros em motins na prisão durante o réveillon.

O processo alegava subfinanciamento e falta de pessoal persistentes, o que levou a violência e mortes. O processo de Janeiro iniciou a investigação do Departamento de Justiça sobre Parchman.

leave a reply

Reendex

Must see news