A palhinha orgânica, será o novo luxo?

Além de ser altamente poluente e destrutiva para o meio ambiente, com efeitos nefastos sobretudo para os mares e oceanos, a palhinha plástica mata muitas espécies marinhas. As associações ambientalistas e da protecção da biodiversidade estimam que morrem anualmente 100 mil mamíferos marinhos e um milhão de aves por estrangulamento ou sufocamento.

Alguns países já começaram a proibir ou agendar a proibição do uso de palhinhas de plástico, o que deu lugar ao surgimento de iniciativas que produzem palhinhas orgânicas em respeito ao meio ambiente e a vida animal.

Contudo, o mais surpreendente vem do luxo que olhou para essa problemática ambiental e criou uma alternativa saudável e chique. A marca Dior criou um kit de 6 palhinhas de vidro reutilizáveis soprado e adornado com ouro. A consciência ecológica de luxo tem um alto custo de 130 euros o equivalente a oito mil e oitocentos meticais!

Talvez fosse mais sensato simplesmente deixar de usar palhinha. Será?

Por: Anne-Laure Josserand