Américas: Um motorista atropela uma família, matando quatro pessoas, no que a polícia canadiana diz ser um crime de ódio anti-islâmico

Uma família de cinco pessoas estava à espera num cruzamento na cidade canadiana de Londres quando um motorista subiu intencionalmente o passeio e os atingiu, matando quatro, por causa da sua fé islâmica, disseram as autoridades na segunda-feira.

« Há provas de que este foi um acto planeado, premeditado, motivado pelo ódio. Acredita-se que estas vítimas foram alvo porque eram muçulmanas », disse o Superintendente Detective Paul Waight da Polícia de Londres. « Não há qualquer ligação prévia conhecida entre o suspeito e as vítimas ».

Uma mulher de 74 anos foi declarada morta no local no domingo à noite e os outros quatro membros da família – um homem de 46 anos, uma mulher de 44 anos, uma rapariga de 15 anos e um rapaz de nove anos – foram transportados para o hospital pelos serviços paramédicos.

Os dois adultos e o adolescente morreram no hospital, disse a polícia. O rapaz ainda está a recuperar em estado grave, acrescentando que os familiares das vítimas solicitaram que os nomes das vítimas não fossem divulgados neste momento.

Londres é uma cidade no sudoeste do Ontário com uma população de cerca de 385.000 pessoas.

O primeiro-ministro canadiano Justin Trudeau disse numa declaração que estava horrorizado com o ataqueme.

« Para os entes queridos daqueles que foram aterrorizados pelo acto de ódio de ontem, estamos aqui para vós. Estamos também aqui pela criança que permanece no hospital » disse Trudeau.

« Para a comunidade muçulmana em Londres e para os muçulmanos de todo o país, saibam que estamos convosco. A islamofobia não tem lugar em nenhuma das nossas comunidades. Este ódio é insidioso e desprezível – e tem de acabar », acrescentou ele.

leave a reply