Cães deitados ao lixo e electrocutados até a morte em Cabo verde

Cães deitados ao lixo e electrocutados até a morte em Cabo verde

Na Cidade de praia, capital cabo-verdiana, cães vadios são recolhidos e electrocutados como forma de abate-los na lixeira municipal. A esta prática associa-se a falta de campanhas que visam vacinar os canis, o que acaba criando uma onda de críticas por parte das associações de bem-estar animal.

A presença de inúmeros cães é notável à entrada da cidade da Praia (ilha de Santiago). Para além de feridas também apresentam sinais de agressão ou atropelamento. Boa parte vive em campos, praias e chegam a ocupar as entradas dos prédios ou das lojas também como forma de fugir do calor.

Esta população animal tem se mostrado uma autêntica equação de Equação de Dirac para as autoridades, principalmente porque as ONG’s têm se mostrado contra às formas de actuação para tirar e eliminar os cães nas avenidas e artérias cabo-verdianas.

(1998 Posts)