Guerrilheiros da RENAMO ameaçam matar Ossufo Momade caso não demita

Manica: Homens armados atacam cadeia e libertam 48 reclusos

Homens armados da RENAMO, exigem a renúncia do líder Ossufo Momade, com ameaças de morte caso não obedeça as exigências impostas pelo braço militar daquele partido. Esta pretensão foi tornada pública esta quarta-feira (12.06.) por alegada destruição ao partido do memorável Afonso Dhlakama.

“Se ele não quer sair, nós vamos matar, vamos atacar Ossufo, estragou o nosso partido”, disse Mariano Nhungue Chissinga, citado pela DW, o mesmo que se apresentou na qualidade de General e Comandante na RENAMO, numa conferência de imprensa havida na serra de Gorongosa.

Mariano Nhungue Chissingue estava cercado por vários supostos guerrilheiros da RENAMO, portando armas do tipo AK-47 e vestidos à civil. Os jornalistas presentes na conferência puderam ainda ver vários guerrilheiros parados na mata, escreve a DW África.

Segundo Mariano Nhungue Chissingue, o actual líder da RENAMO, entregou nomes de familiares e amigos sem ligação àquele partido e nem com a força militar do mesmo para ocuparem cargos de chefia nas Forças de Defesa e Segurança moçambicanas em detrimento de oficiais que estão nas bases da guerrilha do partido.

Ainda de acordo com o General, em conluio com o SISE, Ossufo Momade tem ignorado apelos para um protesto mais vigoroso contra as irregularidades no recenseamento para as eleições gerais de 15 de Outubro.

Segundo Mariano Nhungue Chissingue os “comandos” da RENAMO vão escolher um novo líder no dia 10 ou 15 de Julho e que nenhum guerrilheiro do partido vai aceitar o desarmamento e desmobilização enquanto Ossufo Momade se mantiver no cargo.

“Nós não temos presidente, mas não nos provoquem. Estamos armados e temos forças”, avisou.

(2106 Posts)