Hong Kong reabre Aeroporto após protestos e cancelamento de voos

O aeroporto de Hong Kong retomou suas operações na madrugada desta terça-feira, informaram as autoridades aeroportuárias, um dia depois de o tráfego aéreo ter sido interrompido quando milhares de manifestantes pró-democracia invadiram as salas de desembarque.

“Retomamos os check-ins”, informou um porta-voz do aeroporto. Nos monitores informativos da zona de decolagens, anunciava-se o embarque imediato para vários voos, enquanto os demais mostravam os novos horários de partidas.

Ao comentar o incidente, a chefe do governo local, Carrie Lam, declarou que “a violência, seja seu uso ou sua justificação, levará Hong Kong por um caminho sem retorno e afundará sua sociedade em uma situação muito preocupante e perigosa”.

Todos os voos haviam sido cancelados na segunda depois que milhares de manifestantes invadiram a área de desembarque para protestar contra a violência policial, em meio a uma mobilização sem precedentes que abala a ex-colônia britânica.

Segundo a polícia, cerca de 5 mil manifestantes sentaram de forma pacífica no aeroporto para sensibilizar os viajantes, alguns a carregar cartazes onde se lia: “Hong Kong não é seguro” ou “Vergonha da polícia”.

Os manifestantes abandonaram o aeroporto aos poucos durante a noite, sem a intervenção da polícia, e na manhã desta terça restavam apenas alguns poucos participantes do protesto.

(2632 Posts)