Publicite Aqui

Ministro da Saúde homenageia pesquisadora pelo prémio Early Career Fellowship

No âmbito da iniciativa da Organization for Women in Science for the Developing World (OWSD), o Ministro da Saúde, Armindo Tiago, homenageou esta quarta-feira, (07), em Maputo, a Bióloga e Pesquisadora moçambicana do Instituto Nacional de Saúde (INS), Raquel Matavele Chissumba.

Raquel Matavele venceu o prémio Early Career Fellowship, num programa de bolsas da UNESCO que apoia mulheres cientistas em início de carreira de pesquisa, para liderar projectos de investigação científica importantes nos países em vias de desenvolvimento.

A homenagem teve lugar durante o Consultivo do Ministro, tendo na ocasião, Armindo Tiago, a enaltecido pela conquista, que considerou ser um exemplo para todos os profissionais da Saúde que estão engajados na luta contra a COVID-19.

Tiago destacou igualmente o esforço de Raquel Matavele Chissumba, sublinhando que a Bióloga e Pesquisadora dignificou, não só o INS, mas, sobretudo o MISAU e o país.

Raquel Matavele Chissumba, agradeceu o gesto do Ministério da Saúde.

O projecto que valeu a distinção de Raquel Matavele Chissumba, entre candidatas de mais de 60 países de África e da região da Ásia-Pacífico, investiga potenciais tratamentos da COVID-19 em populações residentes nas zonas tropicais de África, por via da avaliação do potencial de algumas plantas nativas para controlar a resposta inflamatória que ocorre em casos graves da infecção provocada pelo novo Coronavírus.

Esta homenagem segue-se à mensagem de felicitação que o Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, endereçou à cientista pelo mesmo motivo, na terça-feira.

Raquel Matavele Chissumba é licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Eduardo Mondlane, Mestre em Biologia Celular e Molecular pela Fundação Instituto Oswaldo Cruz, no Brasil, e Doutorada em Ciências Biomédicas pela Universidade de Antuérpia, na Bélgica.

Fonte: MISAU

leave a reply

Reendex

Must see news