Zuma empurrado à parede e tem 48 horas para deixar presidência da África do Sul

Zuma empurrado à parede e tem 48 horas para deixar presidência da África do Sul

O Conselho Nacional Africano (ANC), partido no poder na África do Sul, decidiu na noite desta segunda-feira (12) dar um prazo de 48 horas para que Jacob Zuma deixe o cargo de presidente daquele país vizinho.

De acordo com a SABC, órgão de informação estatal, a decisão veio no culminar de nove horas de negociações entre os representantes do ANC, sendo que o presidente de 75 anos, que ainda luta para se manter no poder, mesmo estando enfraquecido pela série de escândalos de corrupção envolvendo o seu nome.

Zuma foi substituído do cargo de presidente do ANC, em Dezembro de 2017, pelo seu vice-presidente, Cyril Ramaphosa. O conselho nacional executivo do ANC tem o poder de pedir a demissão de Zuma da presidência a república, sendo, no entanto, apelado que o mesmo o faça voluntariamente.

A queda de Zuma, sem contar com escândalos de corrupção, acentuaria as divisões internas do partido, no poder desde o fim do regime do Apartheid, em 1994. Em 2008, após ser eleito na liderança do ANC, Zuma participou das manobras para afastar Thabo Mbeki da presidência. Desde então, várias denúncias envolveram o seu nome.

(2027 Posts)