África: Nos Camarões, os escândalos sexuais estão a ser revelados

Tudo começou com a emissão, a 23 de Junho, de um vídeo mostrando uma jovem mulher a fazer sexo no escritório de um famoso jornalista camaronês, Martin Camus Mimb. Ele é acusado de puxar os cordelinhos de um sistema organizado. A imprensa camaronesa faz eco de uma liberdade de expressão.

Um famoso jornalista, trapaças sexuais, redes sociais: todos os ingredientes estavam presentes para que o caso causasse um escândalo. Durante a última quinzena, o caso abalou efectivamente os Camarões, provocando indignação e libertando a fala.

Começa em 23 de Junho, quando um vídeo é colocado na Internet e se torna viral. Vemos Malicka Bayemi, uma jovem mulher de 24 anos – a única que pode ser claramente distinguida na imagem -, em plena relação sexual com um primeiro homem, depois com um segundo. Os lugares são facilmente identificáveis com o conhecido logótipo que aparece nas paredes: a cena ocorre nas instalações da Radio sport info (RSI).

Segundo a jovem mulher, um dos homens presentes é nada mais nada menos que Martin Camus Mimb, um famoso jornalista desportivo, que destaca a sua proximidade com a estrela Samuel Eto’o. O outro é um amigo mútuo: Wilfrid Eteki, que vem de uma grande família tradicional e proprietário de um restaurante proeminente em Douala. Foi ele que atraiu o conhecido de longa data Malicka Bayemi para esta armadilha. Ele prometeu-lhe « Algo fora do normal » numa.

leave a reply