Liga dos Campeões da UEFA: Resumo de quarta-feira

Erling Haaland marcou mais dois golos pelo Manchester City e o Real Madrid também somou a terceira vitória em três jogos, enquanto Benfica e Paris, que seguiam igualmente só com triunfos, empataram entre si em Lisboa, numa noite de vários golos portugueses.

Erling Haaland deu seguimento à sua notável primeira época com a camisola do Manchester City ao marcar mais dois golos em apenas 45 minutos em campo, ajudando o campeão iglês a seguir 100 por cento vitorioso com uma goleada sobre o Copenhaga. Quem também só sabe ganhar é o Real Madrid, que venceu em casa o Shakhtar, enquanto o duelo entre os dois líderes do Grupo H, Benfica e Paris, terminou empatado. Chelsea, Leipzig e Juventus somaram as primeiras vitórias, numa noite em que os portugueses André Silva (dois golos), Jota e Rapahel Guerreiro marcaram pelas respectivas equipas..

Grupo E

Salzburgo 1-0 Dinamo Zagreb

Noah Okafor garantiu a primeira vitória do Salzburgo no Grupo E ao converter um penálti. Os visitantes começaram bem e Josip Mišić testou Philipp Köhn com um remate de longe. A equipa da casa assumiu, depois, o comando das operações e chegou ao golo quando Sadegh Moharrami derrubou Andreas Ulmer; Okafor enganou Dominik Livaković na conversão da consequente grande penalidade e ditou o resultado. Köhn voltou, depois, a entrar em acção nos minutos finais, negando o empate a Josip Drmić.

Home Page – Overlander Brasil

Chelsea 3-0 AC Milan

O Chelsea conseguiu a sua primeira vitória da época na Champions League e deixou a cauda do Grupo E. Os visitantes até começaram bem, mas pagaram caro os erros defensivos nas bolas paradas, com Wesley Fofana a aproveitar para abrir o marcador. Rade Krunić desperdiçou, depois, uma excelente ocasião para empatar à beira do intervalo, antes de Pierre-Emerick Aubameyang dar o melhor seguimento a um cruzamento de Reece James para fazer o segundo do Chelsea. James fez o terceiro, aproveitando o balanceamento ofensivo do Milan em busca da reacção.

Leipzig 3-1 Celtic

Contacto: +258 84 91 20 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

André Silva foi a figura do jogo ao marcar dois golos na segunda parte, oferecendo à equipa alemã a vitória num encontro emocionante, em que os anfitriões ainda acertaram uma vez no poste. André Silva começou por assistir Christopher Nkunku para o 1-0 no primeiro tempo, mas outro português, Jota, restabeleceu a igualdade para o Celtic a abrir a segunda parte. Depois, o Leipzig foi mais eficaz, com André Silva a bisar e a fazer a diferença.

Real Madrid 2-1 Shakhtar

Os brasileiros Rodrygo e Vinícius Jr marcaram na primeira meia hora, com o Real Madrid a dar seguimento ao seu arranque a 100 por cento vitorioso. Oleksandr Zubkov, com um remate de primeira no final do primeiro tempo, ainda relançou o Shakhtar no jogo, e os “mineiros” até ameaçaram o empate no segundo tempo, mas os detentores do troféu mantiveram-se firmes e lideram agora o Grupo F com cinco pontos de avanço.

Man City 5-0 Copenhaga

Erling Haaland marcou praticamente na primeira vez que tocou na bola, assistido por João Cancelo, e abriu caminho a mais uma vitória clara do Manchester City. O norueguês bisou depois na partida, chegando aos 28 golos em apenas 22 jogos na Champions League, num jogo em que o guarda-redes do Copenhague, Kamil Grabara, também esteve em destaque ao terminar o encontro com 12 defesas. Insuficientes, porém, para evitar que David Khocholava fizesse um autogolo e colocasse o resultado em 3-0 ao intervalo, e que Riyad Mahrez elevasse, de grande penalidade, a contagem na segunda parte, já depois de Haaland ter saído ao intervalo. Julián Álvarez fechou a contagem após grande jogada de Jack Grealish.

Sevilha 1-4 Dortmund

O Dortmund consolidou o segundo lugar no Grupo G graças a uma vitória impressionante em Espanha. Raphaël Guerreiro deu o tom logo a abrir, antes dos golos de Jude Bellingham e Karim Adeyemi deixaram os alemães com controlo absoluto do jogo ao intervalo. Youssef En-Nesyri reduziu a diferença no início da segunda parte, mas Julian Brandt assinou depois o quarto tento do Dortmund e confirmou a segunda vitória na campanha.

Juventus 3-1 Maccabi Haifa

Angel Di María esteve em grande e ajudou a Juventus a conquistar a sua primeira vitória no Grupo H, fazendo a assistência para os três golos do conjunto de Turim. Um passe brilhante do argentino permitiu a Adrien Rabiot abrir o marcador aos 35 minutos. Depois, Di Maria serviu Dušan Vlahović para o 2-0, no início do segundo tempo e, apesar de Din David ainda ter reduzido para os visitantes nos minutos finais, Rabiot bisou, ao corresponder de cabeça a um canto batido por Di María para acabar com qualquer esperança de recuperação por parte dos israelitas.

Benfica 1-1 Paris

O Benfica empatou em casa com o Paris e manteve-se no topo do Grupo H ao lado dos franceses, após um autogolo de Danilo ter anulado a vantagem dada pela magia de Lionel Messi. Gianluigi Donnarumma esteve em bom plano ao negar algumas oportunidades na parte incial do encontro, antes de Messi finalizar com um bonito remate en arco uma jogada que passou também por Neymar e Mbappé. No entanto, as Águias mantiveram o seu plano de jogo e empataram quando um cruzamento tenso de Enzo Fernandez para a área foi desviado com o para a suas redes pelo antigo jogador do Porto, Danilo. Ambas as equipas procuraram o vencedor após o intervalo, mas Odisseas Vlachodimos e Donnarumma brilharam a grande altura.

leave a reply

Feelnews

Notícias imperdíveis