Primo de Pharrell Williams morto pela polícia. “Quero transparência, honestidade e justiça”

Pharrell Williams pediu « transparência, honestidade e justiça » na investigação aos tiroteios da passada sexta-feira em Virginia Beach, nos Estados Unidos, que resultaram em duas vítimas mortais, sendo uma delas o seu primo Donovon Lynch, de 25 anos.

Leia também: Multidão Pede Justiça No Julgamento Do Polícia Acusado De Matar George Floyd

O músico revelou num post nas redes sociais que uma das vítimas mortas a tiro pela polícia era seu familiar. « A perda destas vidas é uma tragédia desmedida. O meu primo Donovon foi morto durante os tiroteios », escreve Williams, « era uma luz brilhante e alguém que estava sempre lá para os outros ».

« É imperativo que a minha família e as famílias das outras vítimas recebam a transparência, a honestidade e a justiça que merecem », acrescenta, « a Virginia Beach é o exemplo maior de esperança e tenacidade e, enquanto comunidade, vamos ultrapassar isto e ficar ainda mais fortes ».

Segundo informação avançada pela Sky News, Lynch foi morto a tiro por um agente da polícia. Além das duas vítimas mortais, oito pessoas ficaram feridas com gravidade.

Leia também: “Não Consigo Respirar”: A Morte De George Floyd Pela Polícia Está A Revoltar A América

O caso está a gerar polémica porque o agente, agora afastado temporariamente do cargo, estava a usar uma câmara que se encontrava desligada « sem razão aparente » durante o tiroteio. O agente, bem como o colega, alegam que o primo de Williams teria uma arma na mão quando foi atingido.

leave a reply

Feelnews

Notícias imperdíveis