África: Pelo menos duas pessoas morreram em ataque a autocarro no Senegal

Pelo menos duas pessoas morreram e cinco ficaram gravemente feridas hoje num ataque com um ‘cocktail’ molotov contra um autocarro no Senegal, confirmou o ministro do Interior do país, que descreveu o incidente como um “ato terrorista”.

Contacto: +258 84 91 29 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

“Foi um ato terrorista”, declarou Antoine Abdoulaye Diome, que se deslocou ao bairro Yarakh, em Dakar, local do ataque.

“É um ato criminoso e desumano, atirar um ‘cocktail’ molotov contra um autocarro que transportava senegaleses”, acrescentou.

Segundo as primeiras informações, sete pessoas encapuzadas entraram no autocarro, roubaram dinheiro e os telemóveis dos passageiros e, depois, lançaram o ‘cocktail’ molotov para dentro do veículo.

O ataque acontece quando há uma crescente tensão no país devido à detenção do líder da oposição Ousmane Sonko na sexta-feira.

Sonko foi acusado de oito crimes e está em prisão preventiva desde a segunda-feira. O partido de Sonko foi encerrado pelo Governo senegalês, que o acusa de incitar os “seus simpatizantes a participar em movimentos de insurreição”.

Desde a sua detenção, eclodiram tumultos em Dakar e noutras cidades do país entre as forças da polícia e os jovens, que queimam pneus, constroem barricadas e bloqueiam estradas para protestar.

Pelo menos duas pessoas morreram nesta segunda-feira em novos protestos de apoiantes de Sonko, segundo as autoridades senegalesas.

O opositor denunciou a “instrumentalização” da justiça por parte do Presidente senegalês, Macky Sall, para o impedir de concorrer às próximas eleições, marcadas para 2024.

Conhecido pelo seu discurso “antissistema”, Sonko critica a má governança, a corrupção e o neocolonialismo francês e tem muitos seguidores entre os jovens do Senegal.

Contacto: +258 84 91 29 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

leave a reply