Publicite Aqui

Centro de formação há um ano sem estudantes em Maputo e SEJE indignado

O Centro de Formação Profissional da KaTembe inaugurado há mais de um ano, na cidade de Maputo, tem 40 estudantes matriculados, mas os mesmos não têm aulas alegadamente por falta de dinheiro para mensalidades. O facto deixou secretário de Estado da Juventude e Emprego, Oswaldo Petersburgo, indignado.

Na última quinta-feira (09.10), o secretário de Estado da Juventude e Emprego (SEJE) visitou três centros de formação profissional na capital do país e não ficou satisfeito com o que viu em alguns deles.

Oswaldo Petersburgo visitou o Centro de Formação de Profissional de Eletrotecnia e seguiu para o Centro de Formação de Malhazine. Deste, seguiu para o Centro de Formação Profissional da KaTembe.  

A visita, que iniciou por volta das 08h00, tinha como objectivo avaliar o cumprimento das medidas de prevenção da COVID-19 e saber como decorre a formação dos jovens daquelas instituições.

No Centro de Formação da KaTembe, o governante não gostou do que viu. É que desde que o estabelecimento foi aberto em Agosto do ano passado, ainda não está a leccionar, mesmo tendo inscrito 40 estudantes. Os mesmos alegam falta de dinheiro para pagar pela formação.

“Não saio daqui satisfeito, ao ver um centro de formação profissional” em condições “neste momento às moscas. Não é isso que queremos. Queremos ver este centro a formar jovens, foi para isso que o Estado criou este lugar”.

No Centro de Formação de Profissional de Eletrotecnia, o secretário de Estado da Juventude e Emprego conversou com os formandos, para perceber como se previnem da COVID-19 e como decorre a formação. Em suma, Oswaldo Petersburgo gostou do que viu e ouviu.

Entretanto, não foi do agrado do governante a forma como as medidas contra a COVID-19 são observadas. Por isso, recomendou o reforço na prevenção, mormente no que diz respeito ao distanciamento dos próprios formandos.

Do Centro de Formação de Malhazine, Oswaldo Petersburgo saiu com boa impressão. “Tem uma organização e a forma como estão a implementar as medidas de prevenção é a recomendada”, disse o dirigente, aos estudantes e gestores do centro.  

No final da visita, decorreu uma secção extraordinária com as direcções dos institutos de formação. No encontro, Petersburgo deixou algumas recomendações e foram traçadas estratégias para melhorar a formação e o enquadramento dos estudantes.

O País

leave a reply

Reendex

Must see news