Publicite Aqui

Escolas privadas garantem ter condições para aulas presenciais

O representante do Fórum do Ensino Privado, Jorge Simões, diz que há condições para o arranque de aulas presenciais no ensino secundário nas escolas particulares. As aulas iniciaram na semana finda, e não no dia 01 de Outubro, conforme estabelecido pelo Governo. No entanto, o mesmo não se pode dizer em relação ao nível primário, que enfrenta dificuldades de vária ordem.  

As aulas presenciais estavam suspensas em todos os subsistemas de ensino no país, desde Março último, devido à pandemia da COVID-19.
“Todas as escolas privadas (secundárias) têm condições” para retomar as aulas e funcionar normalmente, disse Jorge Simoes, para quem o abastecimento de água, a limpeza das casas de banho” e outras condições que permitem que as aulas decorram sem o risco de contágio pelo Coronavírus estão asseguradas.

No ensino secundário, grande parte das escolas recorreram a aulas online durante o período de suspensão por causa da declaração do Estado de Emergência, findo a 06 de Setembro passado.

Jorge Simões explicou igualmente que as escolas secundárias nunca pararam de leccionar, tanto que o seu programa curricular termina em Outubro corrente.

O convidado do “Manhã Informativa” salientou que nas escolas privadas não haverá passagens automáticas nas classes (de nível secundário) anunciadas pelo Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano. “As aulas presencias conforme o programa geral ira até Fevereiro de 2021”.

A fonte disse ainda que os estabelecimentos de ensino primário particular acumularam dívidas e prejuízos porque os pais e encarregados de educação não pagaram propinas durante o período da suspensão de aulas presenciais.
A situação fez com que os professores e demais trabalhadores dessas instituições ficassem sem salário.

“A maior parte das escolas do ensino primário tiveram, de facto, muitas dificuldades”. Em relação às aulas online, as crianças necessitam, muitas vezes, do acompanhamento de um adulto”, o que nem sempre era possível porque os pais trabalham.

Algumas escolas primárias no ensino particular enfrentam sérias dificuldades para voltar a leccionar este ano. “Há problemas com os trabalhadores, professores e com os tribunais. No Ministério do Trabalho foram acumulando dívidas. Não pagaram salários e também ficaram sem possibilidades financeiras” para realizarem “algumas alterações como construção de lavatórios e melhoria de casas de banhos. Mas neste momento cada uma esta a ver como pode fazer” isso, narrou o representante do Fórum do Ensino Privado.

Por: O País

leave a reply

Reendex

Must see news