Moçambique: Fortes indicações de gás natural no bloco de Búzi

A campanha de perfuração, testagem e completação dos furos BS-1 e BS-2, que terminou a 23 de Setembro último,  revelou fortes indícios de existência de gás natural nas diversas formações geológicas. De acordo com a Buzi Hydrocarbons, operadora do Bloco de Búzi, “foram encontrados indícios de gás natural nas formações geológicas upper and lower grudja”. O passo seguinte, será a avaliação desta possível descoberta para confirmação e posterior informação ao Governo que, dependendo das quantidades, deverá aprovar um plano para a monetização dos recursos descobertos.

Refira-se que a Buzi Hydrocarbons implementou actividades de prospecção, que consistiram na aquisição de cerca de 600 km de sísmica e culminaram com a identificação de prospectos passíveis de acumulação de hidrocarbonetos. Para aferir a presença de hidrocarbonetos a petrolífera indonesa iniciou em Fevereiro de 2020 a abertura de 2 poços de pesquisa, mormente,  o Buzi Shallow-1 (BS-01) e o Buzi Shallow-2 (BS-02).

O furo BS-1, atingiu a profundidade total de 1567 metros e manifestou ao longo da sua perfuração a ocorrência de gás natural, nos horizontes Grudja Superior, G6, G7, G8, G9 e G10, e aguarda os testes de produção para confirmar uma possível descoberta. Já o furo BS-2, localizado a 1000 metros de distância do primeiro, foi executado com o objectivo avaliar a continuidade lateral dos horizontes prospectivos das Formações de Grudja Superior e Inferior que mostraram manifestações de gás natural no primeiro furo.

Ambos furos foram executados no âmbito do programa de trabalho do respectivo Contrato de Concessão para Pesquisa e Produção acordado com a concessionária em 2010, que previa a execução de dois poços de pesquisa no segundo e terceiro períodos de pesquisa, respectivamente. Durante o primeiro período de pesquisa e a anteceder a execução dos poços, a Buzi Hydrocarbons reprocessou 300 km de sísmica 2D pré-existente, reinterpretou 1650 km de sísmica 2D pré-existente, adquiriu, processou e interpretou 600km de sísmica 2D.

Durante o processo de avaliação dos furos, a Buzi Hydrocarbons injectou  nitrogénio para a remoção dos fluidos de completação na formação do Upper Grudja, procedimento que viabilizou a limpeza do poço para a retirada de possíveis obstruções, de modo a permitir que o gás fluísse convenientemente durante a testagem. Porque o processo ocasionou o aparecimento de chamas, especulou-se a ocorrência preliminar de gás natural. Não obstante este fenómeno, a companhia petrolífera continua a realizar estudos de modo a determinar a quantidade de gás natural existente, procedimento claramente estipulado no Regulamento de Operações Petrolíferas, aprovado pelo Decreto Nr. 34/2015, de 31 de Dezembro.

Contacto: +258 84 91 20 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

leave a reply