Paris – Alta Costura, 4 dias de surpresas, ternura e emoção (2/4)

Paris, a capital do amor e da moda, orgulhosa do seu artesanato e da sua Alta-costura, cujos desfiles decorreram entre os dias 20 e 23 de Janeiro, em França.

CHANEL

No segundo dia dos desfiles das maravilhas, Virginie Viard, Directora Artística da Chanel, transformou a nave do Grand Palais num jardim de claustro durante o desfile da Alta Costura Primavera-Verão 2020 em Paris. O cenário evocou um dos principais lugares da infância de Gabrielle Chanel: a antiga Abadia Cisterciense de Aubazine.

Nesse cenário calmo e piedoso, tudo parece sublime, capas e colares Peter Pan de renda ou bordados, jogos de transparência e luz entre tule e tweed: sofisticação e elegância ganham vida nessa aparente simplicidade. Simplesmente Chanel.

Chanel Alta Costura Primavera-Verão 2020

Outra grande casa de moda, outro universo … Clare Waight-Keller, Directora Artística da casa Givenchy, oferece uma reflexão sobre o tempo, palavras e amor. A designer foi inspirada pelas apaixonadas cartas de amor entre a poeta Vita Sackville-West e a escritora Virginia Woolf.

GIVENCHY


“Horas, dias, décadas se fundem numa carta de amor escrita por uma mulher para uma mulher ou por um homem para o seu mentor de Elisabeth a Orlando, de Hubert a Cristobal e além”.
Comunicado de imprensa da Givenchy

https://www.instagram.com/p/B7yf6Sroeu5/?igshid=7g8o5yw172gf

Clara Waight-Keller confessa ter escrito através do desfile “a minha própria carta de amor a Hubert de Givenchy, porque fui aos arquivos desta colecção e observei a história da casa desde o início”.

https://www.instagram.com/p/B7v7pleohW-/?igshid=p27xehp57qil

Alta costura ou seja uma bela promessa de amor.


Por: Anne-Laure Josserand

leave a reply