Portugal: Por volta do Natal, Portugal poderá ter 8 mil infeções diárias do Covid

A diretora-geral de Saúde do Portugal, Graça Freitas, antecipou, em entrevista à RTP, que Portugal poderá duplicar o número de infeções pelo novo coronavírus dentro de cerca 26 dias, ou seja, ter oito mil casos por dia por volta da altura do Natal. 

Assinalando que o país está « no que se chama a 5.ª vaga », Graça Freitas afirmou que embora a tendência seja crescente tanto relativamente às infeções como ao número de internados e de óbitos, não se espera a mesma gravidade de outras ondas. « Estamos a assistir a uma onda que está a ser modelada pelo efeito da vacinação », disse.

Questionada sobre se serão necessárias novas medidas de restrição, a responsável declarou que essa avaliação tem de ser feita diariamente. « Temos que acompanhar dia a dia e ir vendo o que vai acontecendo e, de acordo com isso, antecipar medidas. As medidas que têm sido tomadas têm sido proporcionais », defendeu. 

A responsável avançou também que, neste momento, já estão identificados pelo Instituto Nacional Ricardo Jorge (INSA) 19 casos da variante Ómicron e « estão outros a ser investigados ». Os casos pertencem ao surto na Belenenses SAD. 

Graça Freitas abordou ainda a possibilidade de se alargar a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 a pessoas com 50 ou mais anos em janeiro ou fevereiro.

« Há indicações para, por precaução, começar a baixar estes grupos etários. Estamos muito atentos a estas indicações. Acima dos 50 será provavelmente o próximo grupo a vacinar », afirmou. 

Em Portugal,  1.282.171.  de pessoas já receberam a dose de reforço, de acordo com os dados atualizados esta quarta-feira, sendo que mais de 61 mil inoculações foram dadas no último dia. 

Sobre a vacinação das crianças dos 5 aos 11 anos, a diretora-geral lembrou que se trata do grupo etário que mais infeções tem no país porque « é o único grupo que não está vacinado ». 

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 4.670 casos confirmados de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 (o número mais alto desde 6 de fevereiro) e 17 mortes atribuídas à Covid-19. 

Contacto: +258 84 91 29 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

leave a reply