África do Sul: incêndio no Parlamento novamente sob controlo depois de reinar

O incêndio deflagrou ao amanhecer do domingo na ala mais antiga do Parlamento, cujo telhado foi completamente destruído.

O incêndio no Parlamento sul-africano na Cidade do Cabo, que durou dois dias, estava de novo sob controlo na manhã de terça-feira 4 de Janeiro, disse o porta-voz dos bombeiros da cidade, Jermaine Carelse. O incêndio tinha recomeçado na segunda-feira à tarde depois de uma pausa e os bombeiros lutaram durante a noite com ventos fortes na cidade portuária.

Pela manhã, quatro camiões de bombeiros ainda estavam a trabalhar e cerca de 20 bombeiros estavam « a acompanhar a situação ao longo do dia », disse Carelse.

Audiência agendada para 11 de Janeiro

O incêndio deflagrou ao amanhecer do domingo na ala mais antiga do Parlamento, cujo telhado foi completamente destruído. Segundo os investigadores, o incêndio deflagrou em duas áreas separadas e o sistema de aspersão não funcionou correctamente porque o abastecimento de água foi cortado.

No domingo, um homem de 49 anos foi preso no edifício do Parlamento por « roubo e fogo posto ». Deveria ser apresentado ao tribunal na terça-feira, mas o tribunal criminal adiou a audiência para 11 de Janeiro para permitir aos investigadores esclarecerem certos elementos da investigação quando as instalações estão acessíveis e avaliarem o custo dos danos.

O suspeito tinha sido visto no edifício por volta das 2 da manhã do dia do incêndio, graças às câmaras de vigilância. « Mas a segurança só o viu por volta das 6 da manhã, quando olharam para os ecrãs, alertados pelo fumo », disse Patrícia De Lille, a ministra das obras públicas, aos repórteres.

« As câmaras funcionaram. O problema é que ninguém os verificou durante aquela fatídica noite », disse ela à imprensa. Isto também faz parte da investigação. Como não se podia saber mais cedo que havia alguém no edifício? Houve certamente uma quebra de segurança.

O Parlamento foi anteriormente atingido por um incêndio rapidamente contido em Março. A Cidade do Cabo é a sede do parlamento desde 1910, com o governo baseado em Pretória. O país de 59 milhões de pessoas tem três capitais: Pretória (Norte) é a capital administrativa, Cape Town (Sudoeste) é a capital legislativa e Bloemfontein (Central) é a capital judicial. Joanesburgo, o centro empresarial, é a sua maior aglomeração.

leave a reply