Beijing ultrapassa Nova York e se torna a cidade com mais bilionários do mundo

A última lista anual de ricos da Forbes aponta que Beijing é a cidade com o maior número de bilionários do mundo. A capital chinesa abriga 100 magnatas – 33 a mais que tinha em 2020. Com o acréscimo, Beijing tira a liderança do ranking de sete anos consecutivos de Nova York, lar atual de 99 bilionários.

Leia também: Fosso Entre Países Ricos E Pobres Na Capacidade De Vacinação Preocupa OMS

A pandemia alavancou os mercados do entretenimento e compras online e fez com que a China acrescentasse mais bilionários à lista que qualquer outro país do mundo – são 210 novos bilionários. Ainda assim, o patrimônio líquido combinado dos bilionários de Nova York continua sendo US$ 80 bilhões maior que o dos ricaços de Beijing.

Zhang Yiming, fundador do aplicativo TikTok, é o residente mais rico da capital chinesa: seu patrimônio dobrou para US$ 35,6 bilhões em 2020. Já o ex-prefeito de Nova York – e morador mais rico da cidade –, Michael Bloomberg, possui uma fortuna estimada em US$ 59 bilhões.

Beijing ultrapassa Nova York e tem o maior número de bilionários do mundo
O criador do aplicativo TikTok, Zhang Yiming, em evento da empresa ByteDance, desenvolvedora da rede social, Beijing, China (Foto: Reprodução/ByteDance)

Metade dos novos magnatas chineses fez fortuna com empreendimentos de manufatura e tecnologia. A mais nova bilionária Kate Wang, por exemplo, arrecadou o dinheiro com a produção e venda de cigarros eletrônicos. Com 698 bilionários, a China se aproxima dos EUA, que ainda lidera com 724 ultrarricos.

Pandemia beneficiou ricos

A pandemia revelou a profunda desigualdade global. Enquanto as classes média e baixa sofreram fortes golpes com as restrições e falta de políticas públicas e econômicas eficientes ao redor do mundo, os bilionários ampliaram suas fortunas.

Leia também: “Sei Que Tenho Sangue Nas Mãos”, Disse Antiga Funcionária Da Facebook

Jeff Bezos, fundador e presidente-executivo da Amazon, ampliou seu patrimônio líquido de US$ 64 bilhões para US$ 117 bilhões em 2020. O empresário segue no posto de pessoa mais rica do mundo pelo quatro ano consecutivo.

Além dele, 493 pessoas entraram na lista global de bilionários no ano passado – um recorde. O número representa um novo bilionário a cada 17 horas, apontou um levantamento da BBC.

Em terceiro lugar na lista de países com mais bilionários está a Índia, com 140. No total, os 1.149 bilionários da Ásia-Pacífico reúnem US$ 4,7 trilhões em patrimônio líquido, em comparação com US$ 4,4 trilhões dos bilionários dos EUA.

leave a reply

Feelnews

Notícias imperdíveis