Publicite Aqui

Governo garante disponibilidade de produtos para quadra festiva

O Governo e as associações de importadores consideram reunidas todas as condições para garantir a disponibilidade de produtos básicos para a quadra festiva que se avizinha.

Garantia foi dada ontem, em Maputo, pelo porta-voz da Inspecção Nacional de Actividades Económicas (INAE), Tomás Timba, em conferência de imprensa que serviu para fazer o balanço mensal das actividades do sector no período compreendido entre 1 e 30 de Novembro passado.

Timba anunciou que as acções de fiscalização conjuntas iniciam este mês de Dezembro e deverão estender-se até 5 de Janeiro próximo.

A INAE e as equipas multidisciplinares dispõem em cada província de um mínimo de 10 brigadas que vão operar 24 horas, enquanto estiver a funcionar o ramo comercial para assegurar a distribuição de produtos alimentares de forma ordeira nesta época do ano.

“É preciso assegurar que todos os preços de produtos básicos sejam afixados em moeda nacional, de forma visível e que não ultrapassem a margem de lucro, bem como desencorajar a especulação e açambarcamento de produtos”, disse Timba.

Sobre as acções inspectivas, afirmou que as mesmas visam assegurar que o processo de procura e oferta de produtos na quadra festiva ocorra num contexto livre da Covid-19, algo que exige a colaboração de todos, incluindo agentes económicos, entre outros envolvidos no processo.

Neste contexto, a INAE, em coordenação com a equipa multidisciplinar, fiscalizou 950 estabelecimentos comerciais, dos quais 84 notificados por diversas irregularidades, incluindo por exercício ilegal de actividades e em condições que não se ajustam à legislação vigente.

Assim, a INAE, em coordenação com a Autoridade Tributária, apreendeu na província de Maputo 40 caixas de frango e seus derivados, que entraram no país fora da cota estabelecida pelo Governo.

REGISTE-SE NO GRUPO WHATSAPP E OBTENHA OFERTAS EXCLUSIVAS https://chat.whatsapp.com/BB3i2pl3eiICjmuXnz33u7


No mesmo período, foram apreendidas 132 caixas de óleo de cozinha na província da Zambézia e retiradas das prateleiras diversas quantidades de sal fino e grosso de marcas Iodesed, I-fresh, Clássica e Cérebros nas províncias de Inhambane e Manica (sul e norte) por não serem produtos fortificados.

A INAE também exorta a todos os consumidores e cidadãos a evitarem situações de aglomerados durante a quadra festiva de modo a travar a propagação da pandemia da Covid-19.

Fonte: Folha de Maputo

leave a reply

Feelnews

Notícias imperdíveis