Venezuela: Sanções contra a Rússia são « um crime », diz o presidente venezuelano

O Presidente venezuelano Nicolas Maduro na quarta-feira chamou à bateria de sanções ocidentais contra a Rússia em retaliação pela invasão da Ucrânia um « crime » e uma « loucura ».

« É um crime o que eles estão a fazer contra o povo russo, uma guerra económica », disse Maduro, que fez repetidas declarações de apoio a um dos seus poucos aliados internacionais nos últimos dias, na televisão nacional.

« Tiraram-nos do sistema Swift, fecharam o seu espaço aéreo, fecharam todas as ligações comerciais, fecharam e proibiram o uso do dólar, é uma loucura o que estão a fazer com a Rússia », continuou.

« As guerras económicas […] devem terminar no mundo, os problemas do mundo devem ser resolvidos por meios diplomáticos e políticos, preservando a paz no mundo », disse Maduro.

Nicolas Maduro recordou que tinha falado por telefone com o seu homólogo russo Vladimir Putin na terça-feira, sublinhando: « Ele explicou-me em pormenor toda a operação militar […] todas as ameaças contra a Rússia. Eu senti serenidade, sabedoria e força moral no Presidente Putin ».

O Presidente Maduro também esperava que as negociações entre a Ucrânia e a Rússia produzissem « resultados favoráveis que restaurassem a paz e a estabilidade na região ».

Moscovo é um dos principais aliados de Nicolas Maduro, cuja reeleição em 2018 não foi reconhecida por parte da comunidade internacional e, em particular, pelos Estados Unidos, que procuram expulsá-lo do poder com sanções económicas em particular.

Antes da invasão, o presidente Chavista tinha dito: « A Venezuela está com Putin, está com a Rússia. É com as causas corajosas e justas do mundo ».

Recordou também que o seu antecessor e mentor Hugo Chavez (1999-2013) tinha apoiado a Rússia quando esta interveio na Geórgia, vindo em auxílio da autoproclamada república da Ossétia do Sul.

Moscovo e Caracas aproximaram-se durante a presidência do falecido Hugo Chávez, com a Venezuela, florescendo depois graças ao seu pico de produção de petróleo, comprando armas à Rússia, entre outras coisas.

Contacto: +258 84 91 29 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

leave a reply