Publicite Aqui

Líder comunitário acusado de abusar sexualmente da sobrinha em Inhambane

O facto ocorreu no distrito de Homoine, província de Inhambane. A vítima tem três anos de idade e o líder comunitário, tio da mesma, é acusado de ter cometido a violação sexual de forma repetitiva em 2017.

A primeira vez que a esposa do indiciado descobriu que a sobrinha sofria abuso sexual sexual, tentou resolver o assunto na comunidade, sem envolver a polícia, com o objectivo de proteger o marido.

Foi nessa altura que na mesma comunidade, o suspeito assumiu por escrito que nunca mais tocaria na criança. Mas a promessa traduzida no papel não passou de letra-morta, de tal modo que o suposto violador continuou a usar a menina como seu objecto sexual.

As autoridades tomaram conhecimento do caso através de uma denúncia feita pelo comitê local de protecção à criança. O indiciado confessou que manteve relações sexuais com a criança, mas alegou que foi a pedido da mesma.

Os contornos deste caso trazem à tona um velho debate, sobre a convivência de alguns líderes comunitários e as uniões prematuras. Um assunto já denunciado por várias vozes, mas que nunca teve o devido seguimento.

Por: O País

leave a reply

Reendex

Must see news