Moçambique: Hospital Privado de Maputo nega comentário sobre alegações de « chantagem » de clientes

O Hospital Privado de Maputo foi acusado de chantagear uma família com parentes na instituição médica privada. De acordo com a denúncia recebida, mesmo após a descoberta da morte do referido paciente, a secretaria de saúde ainda praticava extorsão. A propósito, a denúncia afirmava que o hospital chegou a negar a retirada do corpo, alegando que só deixaria a unidade médica após o pagamento integral das dívidas do paciente durante a internação.

Confira aqui a Mensagem:

“Pagamos 502 Mil Meticais de uma suposta caução, porque a minha tia foi internada no sábado às 20:00 horas e alguns minutos, entretanto, até terça-feira ela já apresentava melhorias. Na quarta-feira, quando fomos para lá, disseram-nos que tínhamos uma dívida de 286 Mil Meticais porque aplicaram uma certa medição. No mesmo instante, dissemos que já não tínhamos dinheiro, mas que íamos criar condições de pagar, mas de momento preferimos fazer a transferência da nossa tia para um hospital público. Na quinta-feira, quando fomos, já tínhamos para onde transferir a nossa tia, porém, começaram a fazer cobranças do valor e disseram-nos que só depois de pagar o valor da dívida é que podíamos fazer a transferência e acrescentaram, dizendo que não pararam de assisti-la, o que significa que o valor continuou a aumentar”, diz a denúncia.

“Entretanto, uma Organização Não-Governamental pagou 30 Mil Meticais e havia um valor de 55 Mil Meticais do laboratório, assim a nossa dívida era de 203 Mil Meticais e só depois de pagar é que podíamos levar o corpo. Informamos ao hospital que íamos tentar bater portas para ver se conseguimos o valor para poder fazer o velório dela. Passadas umas três horas, o hospital contactou-nos para saber quanto tínhamos já angariado e dissemos que tínhamos uns 70 Mil Meticais. Por sua vez, disseram que tínhamos de fazer esforços até conseguirmos 120 Mil Meticais e só depois podíamos ir fazer a remoção do corpo e assim o fizemos”, relata a denúncia.

Contacto: +258 84 91 20 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

leave a reply