Nova Iorque: Homen abre fogo no metro de Brooklyn, pelo menos dez feridos por tiros

O homem atirou bombas de fumo para dentro de um vagão e depois abriu fogo, ferindo um total de 23 pessoas. O incidente não está a ser investigado como um « acto terrorista », de acordo com a polícia. Está a ser procurado um suspeito.

Pelo menos 29 pessoas ficaram feridas, incluindo 10 por tiros, na manhã de terça-feira 12 de Abril, segundo a agência noticiosa Associated Press, quando os tiros irromperam durante a hora de ponta no sistema subterrâneo da cidade de Nova Iorque, no distrito de Brooklyn, causando o caos. Um porta-voz dos bombeiros disse que houve « vários tiros » e fumo.

Keechant Sewell, o chefe do Departamento de Polícia de Nova Iorque (NYPD), disse esta tarde que o ataque não estava a ser « investigado como um acto terrorista nesta altura », mas que « não estava a excluir nada ». Vinte e três pessoas estavam a ser tratadas no hospital, cinco das quais em estado crítico, disse Laura Kavanagh, oficial dos bombeiros de Nova Iorque, enquanto a Sra. Sewell disse que ninguém estava em perigo de ser morto.

« À medida que o comboio entrava na estação, o indivíduo colocava uma máscara de gás. Abriu então uma lata que estava na sua bolsa e o vagão [subterrâneo] cheio de fumo. Depois disso, ele começou a disparar », disse ela.

As autoridades forneceram à polícia uma fotografia do suspeito atirador e a matrícula de uma carrinha alugada U-Haul. O veículo foi encontrado desocupado no início da noite de terça-feira num bairro a cerca de quatro milhas do local. O suspeito ainda está a monte.

Segundo o chefe da polícia de Nova Iorque, ao contrário do que foi inicialmente dito por um porta-voz dos bombeiros, nenhum dispositivo explosivo foi encontrado no local do ataque. Os investigadores recuperaram bombas de fumo, uma pistola e três revistas, bem como uma chave de veículo que lhes permitiu rastrear o ataque até uma carrinha U-Haul recentemente alugada e abandonada em Brooklyn. A polícia deu uma descrição do indivíduo que alugou o veículo em Filadélfia, um homem de 62 anos « com moradas em Filadélfia e Wisconsin », mas não disse se ele era o suspeito.

O incidente teve lugar às 8h30 (14h30 em Paris), durante a hora de ponta, na estação da 36th Street no bairro de Brooklyn, a sul do Cemitério de Greenwood. Uma grande presença policial foi ainda destacada ao meio-dia no bairro de Sunset Park, que tem uma grande comunidade asiática, e pelo menos dois helicópteros estavam a voar sobrevoados. Numerosas ambulâncias estiveram no local. Várias escolas de Brooklyn cancelaram todas as actividades ao ar livre para os seus alunos.

Fotos e vídeos amadores mostraram poças de sangue e pessoas deitadas no chão de um metro e na plataforma da estação da Rua 36, numa atmosfera de fumo. Num vídeo, uma multidão pode ser vista a emergir dos carros subterrâneos cheios de fumo na estação da 36th Street no meio de gritos mas sem empurrar e empurrar. « Uma granada de fumo… uma bomba explodiu, eu diria dois minutos antes de chegarmos à estação », disse um dos passageiros, Yav Montano, falando para a CNN.

Contacto: +258 84 91 20 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

leave a reply