Descomplicando Sentimentos Com Erica Paiva: Friendzone

A maior parte de nós guarda dentro de si diversos sentimentos, desde os intensos aos mais voláteis, e por vezes sentimos coisas que nem deveríamos sentir.

‘Então, eu tenho um amigo super nice, amável, carinhoso, que me entende always e juntos fazemos uma dupla imbatível, até que o meu estômago inicia com uma luta constante de borboletas e cubos de gelo a cada vez que vejo o seu rosto lindo sorrindo.

Yoh, será que o que estou a sentir é isso aí mesmo? Semanas passam, trocamos algumas carícias « inofensivas », até o dia que o vinho nos aqueceu a alma e decidimos trocar mais que simples carícias, beijos, amassos, rasga roupa e zás, ao seu mundo entreguei-me.

Inocente acreditei que se ele permitiu que aquilo acontecesse é porque realmente ele sentia o mesmo por mim, até que, como uma facada no estômago pela manhã, ele olhou para mim e disse “eu te amo, mas isso não voltará a acontecer, desculpa se dei-te falsas esperanças e sei que sentes algo a mais por mim, mas somos muito bons amigos e nunca será algo a mais”…..

O mundo acabou! Que dor é essa, como pode ele fazer isso?

Ele soube disso todo este tempo e limitou-se a alimentar inconscientemente este meu sentimento? 

O que faço?

Pronto, aí está um exemplo do que vivem muitos homens e mulheres todo santo dia.

E respondendo a esta inquietação, sim mana estavas no friendzone, onde mesmo sabendo claramente dos sentimentos que sentias por ele, ele preferiu deixar-te ali quieta como amiga, criando por vezes algumas expectativas infundadas.

Sim, porque ele prefere ter-te por perto mesmo sabendo o que sentes por ele, mas ele não está disposto a perder a tua amizade. Até aí não vejo problema algum. Mas, o que me inquieta é o facto dele saber dos teus sentimentos e não te chamar à razão para que apagues esse fogo que criaste sozinha ou sei lá ném.

A vida amorosa dele vai e vem e tu estás ali no friendzone, na esperança de um diaaaa ele repare na maravilhosa pessoa que és e escolha dar-te uma chance. Mas  isso, neném, não vai acontecer, pois a ideia é essa mesma, ficares aí no friend zone mesmo.

Até podemos o chamar de mau carácter, egoísta e todos outros adjectivos brutos, porém, mesmo que seja tudo isso e tenha apenas falado após ter-se deitado na tua pluma, já deveria ser um alerta vermelho para fugires, pois ele não é amigo de verdade mesmooo. Amigo de verdade magoa sim, mas dizendo a verdade, nem que para tal se afaste até perceber que a tua paixonite relaxou, mas não engana e não manipula.

Mas, se a tua teimosia mantém-te no friendzone por achares que precisas da amizade dele, acredita, a tua cova é mais profunda do que já existe e tu estás a fugir da verdade, “sai e fecha a porta”. Sim, dá medo, é complicado, difícil, mas não é impossível, podes conseguir sair, acredita. Perceba, o friendzone é consciente na maior parte das vezes, então tu decides: queres ficar à espera do milagre ou vais-te e avanças, pois a vida não pára e, bebé, se o teu coração já amou uma vez, poderá amar outras mil.

Ficar no friendzone é uma escolha muito tua, não culpes o universo por estares stack emocionalmente.

Texto: Erica Paiva

LinkedIn: Erica Paiva
Instagram: Erica Paiva
Facebook: the Erica Paiva oficial

leave a reply