Economia/Digital: Prémios EDF Pulse Africa

Encarnando o compromisso do Grupo EDF para com África, os Prémios EDF Pulse Africa apoiam as empresas africanas no desenvolvimento de produtos, soluções e serviços destinados a apoiar o desenvolvimento energético do continente.

Com os seus prémios EDF Pulse Africa, a EDF procura apoiar o espírito empresarial em África através da prossecução de três objectivos:

  • Identificação de potenciais parceiros através da descoberta dos talentos tecnológicos do continente.
  • Apoiar a inovação, envolvendo os empresários locais no desenvolvimento de ofertas mais inovadoras
  • Ajudar as empresas a desenvolver as suas soluções com o EDF Pulse Africa Accelerator

Lançamento da 5ª edição do EDF Pulse Africa

A partir de 10 de julho e durante um mês, as PME e as empresas em fase de arranque serão convidadas a participar no convite à apresentação de projectos divididos em 3 categorias:

produção descentralizada com baixo teor de carbono, eficiência energética e soluções de consumo com baixo teor de carbono e descarbonização através de tecnologias digitais. É uma PME ou uma start-up africana? Tem uma solução inovadora para propor numa das categorias dos Prémios EDF Pulse? Preencha o formulário de participação na plataforma online até 10 de agosto de 2023.

Edição anteriores

Desde a criação dos Prémios EDF Pulse Africa em 2017, 17 jovens empresas africanas em fase de arranque puderam beneficiar do apoio da EDF. Em conjunto, as 4 edições representam mais de 1500 candidaturas de mais de metade dos 54 países do continente africano.

Vencedores de 2021

Os prémios EDF Pulse Africa 2021 atraíram 587 projectos de cerca de metade dos 54 países africanos. Entre os 12 finalistas, o Grande Júri premiou os seguintes projectos:

Em primeiro lugar, a start-up Green Engineering Services (Burkina Faso), pelas suas soluções de moinhos solares que produzem farinha utilizando eletricidade proveniente de fontes de energia totalmente renováveis.

Em segundo lugar, a start-up My Energy Clever (Camarões), que permite aos seus utilizadores – empresas ou agregados familiares – melhorar a eficiência energética através de uma solução digital de telegestão acessível através de smartphones. O que ajuda a reduzir o nível de consumo de energia dos seus utilizadores e, consequentemente, o nível das suas despesas.

Em terceiro lugar conjunto, as start-ups BMTA & C (Marrocos) e Green Agro Valley CI (Costa do Marfim). A BMTA & C fornece unidades de refrigeração para reduzir as perdas de colheitas para os pequenos proprietários e agricultores mais isolados em Marrocos e arredores. A Green Agro Valley CI oferece furos de água a baixa altitude equipados com bomba solar submersa, a fim de facilitar o acesso à água potável nas zonas rurais da Costa do Marfim e da África Ocidental.

A start-up Jirogasy (Madagáscar) ganha o prémio “favorito do júri” pelos seus objectos conectados e kits solares (geradores e computadores) “made in Madagáscar”, que implementa através de uma rede de parceiros em dispensários e escolas em zonas não electrificadas.

leave a reply