Inteligência artificial: Sem vontade de ir a uma reunião? Em breve, o Google irá por si

Tomar notas, resumir discussões… A empresa americana está a lançar nos Estados Unidos uma nova ferramenta que utiliza a inteligência artificial para o ajudar a evitar reuniões longas e aborrecidas.

Ainda mal tinha deixado os miúdos na escola esta manhã e já a sua caixa de correio eletrónico estava cheia de convites para reuniões online. Só de pensar nas horas que vai passar a ouvir os seus colegas a discutir o mesmo assunto pela enésima vez, fica cansado. A boa notícia é que, a 29 de agosto, a Google anunciou o lançamento de uma nova solução tecnológica, o Duet AI, baseada na inteligência artificial, que permite aos seus utilizadores chegarem atrasados a uma reunião organizada pelo Google Meet (a ferramenta fornece-lhe um resumo do que foi dito antes de iniciar a sessão) ou… faltarem completamente, sendo substituídos por uma espécie de duplo digital, graças à função “Participar por mim”.

Contacto: +258 84 91 29 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

Uma discussão um pouco longa

Não nos entusiasmemos: este “duplo digital” não será uma imagem artificial e animada de si (ninguém acreditará que está fisicamente em frente ao seu ecrã, não se trata de enganar os seus interlocutores) e terá ainda de fazer um pouco de trabalho: para que o sistema funcione, terá de fornecer à Duet AI uma lista dos pontos sobre os quais tenciona falar, ou das perguntas que deseja fazer, antes da reunião.

Publicidade: Bilhetes disponíveis no Moztickets: https://www.moz.life/moztickets/matola-jazz-festival-2023/

Em troca, a ferramenta fornecer-lhe-á um resumo, através da função “tomar notas para mim”, da reunião em que “participou” em seu nome. Mas se tiver pressa em fazer uma apresentação, o Duet AI também o pode fazer por si, extraindo os documentos necessários diretamente do seu Google Drive.

Se assistir pessoalmente a uma discussão, mas esta começar a ficar um pouco longa e a sua mente tiver tendência para divagar, a ferramenta poderá tomar notas por si e fornecer-lhe novamente um resumo geral no final da reunião, de acordo com L’Usine digitale. Está igualmente programada para legendar as reuniões em 18 línguas.

Uma versão para o consumidor disponível em 2024

Por enquanto, a ferramenta só está disponível nos Estados Unidos e as empresas pagam 30 dólares (28 euros) por mês por utilizador, segundo a CNBC. Mas uma versão para o consumidor deverá estar disponível no início de 2024, de acordo com Aparna Pappu, vice-presidente e diretora-geral do Google Workspace. Os utilizadores do pacote Office da Microsoft deverão em breve poder aceder a um serviço semelhante através do assistente Copilot da empresa co-fundada por Bill Gates, segundo o Le Monde. Entretanto, se quiser fingir que está a trabalhar à distância, é melhor seguir os conselhos dos internautas que explicam como fazer o rato do computador mover-se mecanicamente (há muitos tutoriais no YouTube), para dar a impressão de que está online e ativo, quando na verdade está a dormir uma sesta ou a ver a última série da Netflix…

leave a reply