Publicite Aqui

Parceiros fornecem 81 milhões de dólares ao Ministério da Saúde

Até à data, os parceiros de cooperação do Ministério da Saúde de Moçambique desembolsaram 81 milhões de dólares dos 100 milhões solicitados para actividades de combate à propagação do coronavírus, causador da doença respiratória Covid-19.

Em declarações aos jornalistas na terça-feira, no final da reunião semanal do Conselho de Ministros (Gabinete), o porta-voz do governo, vice-ministro da Justiça, Filimão Suaze, disse que, deste montante, 44 milhões de dólares foram em dinheiro e 37 milhões em tipo.

Explicou que, até setembro, o valor total que o governo recebeu de seus parceiros foi de 452 milhões de dólares, dos quais 81 milhões foram destinados ao setor da saúde.

O total necessário para cobrir o déficit em todos os setores gira em torno de 700 milhões de dólares, e Suaze afirmou que os parceiros do governo prometeram muito mais do que isso, mais de 800 milhões de dólares.

Ele disse que os parceiros notaram “a transparência que tem caracterizado o desempenho do governo” e, como resultado, “estamos constantemente conquistando e reconquistando sua confiança”.

Até terça-feira, Moçambique tinha registado 10.258 casos de Covid-19 e 73 pessoas morreram da doença. Entre os infectados encontra-se o Ministro da Saúde, Armindo Tiago, que anunciou publicamente que tem um teste positivo para o coronavírus e que se encontra em isolamento domiciliário.

Suaze exortou todos os cidadãos a seguirem à risca as medidas de prevenção da Covid-19 anunciadas pelo governo. Ele acredita que essas medidas têm impedido a propagação do vírus “de atingir outros níveis”. As medidas incluem lavagem frequente das mãos, uso obrigatório de máscaras em locais públicos, evitar multidões, restrição do número de pessoas em eventos culturais e religiosos, proibição de bares e do consumo público de álcool.

Fonte: AIM

leave a reply

Reendex

Must see news