Open Da Austrália: Novak Djokovic faz uma declaração deslumbrante enquanto os meios de comunicação social alemães revelam uma anomalia no teste

O tenista Novak Djokovic admitiu ter conduzido uma entrevista com um jornalista quando soube que era positivo para a COVID à medida que novas revelações sobre o seu caso foram reveladas.

Djokovic divulgou uma declaração numa tentativa de explicar o timing dos seus testes COVID.

« Quero abordar a desinformação sobre as minhas actividades e participação em eventos em Dezembro à luz do meu resultado positivo no teste PCR COVID », disse ele.

« Esta desinformação que precisa de ser corrigida, particularmente no interesse de aliviar as preocupações da comunidade em geral sobre a minha presença na Austrália ».

« Assisti a um jogo de basquetebol em Belgrado no dia 14 de Dezembro, após o qual foi relatado que várias pessoas deram positivo com COVID 19. Apesar da ausência de sintomas de COVID, fiz um teste rápido de antigénio a 16 de Dezembro que foi negativo e, com muita cautela, também passei um teste PCR oficial e aprovado no mesmo dia.

« No dia seguinte participei num evento de ténis em Belgrado para dar prémios às crianças e fiz um teste rápido de antigénios antes de ir ao evento, que foi negativo. No dia seguinte, 18 de Dezembro, estive no meu centro de ténis em Belgrado para cumprir um compromisso de longa data para a entrevista e sessão fotográfica da L’Equipe. Cancelei todos os outros eventos excepto a entrevista da L’Equipe.

« Foi um erro de julgamento e aceito que devia ter adiado esse compromisso ».

« No que diz respeito à minha declaração de viagem, esta foi apresentada pela minha equipa de apoio em meu nome – como disse aos funcionários da imigração à chegada – e o meu agente pede sinceras desculpas pelo erro administrativo de assinalar a caixa errada em relação à minha viagem anterior antes de vir para a Austrália ».

A saga sobre a isenção do jogador de ténis Novak Djokovic de entrar na Austrália e jogar no Open da Austrália teve revelações mais surpreendentes de um jornal alemão.

Os jornalistas Der Spiegel notaram um código QR no resultado positivo do teste COVID de Djokovic a 16 de Dezembro, que ele utilizou como isenção para não ser vacinado.

Quando os jornalistas digitalizaram o código QR, foram encaminhados para o website da clínica sérvia onde parecia que o teste era « negativo ». Tiraram uma imagem da prova, depois quando o mesmo código QR foi digitalizado algumas horas mais tarde, tornou-se « positivo ».

Outros no Twitter também tinham capturas de ecrã mostrando que o teste era negativo.

Outro grande problema parece ser a marcação temporal do teste.

« Os dados numéricos sugerem que os resultados dos testes não são de 16 de Dezembro. Nos resultados numéricos, há um carimbopara as 14:21 horas, hora sérvia de 26 de Dezembro », lê-se no relatório.

« Estes carimbos de tempo são normalmente gerados automaticamente pelos sistemas de testes corona, marcando o tempo em que os testes individuais são introduzidos na base de dados correspondente ».

Embora haja uma explicação possível para a discrepância.

« Outra possibilidade pode ser que os carimbos temporais sejam gerados quando o tomador de testes descarrega os resultados do servidor ».

O jornal alemão especulou sobre o que os carimbos temporais poderiam significar se esta fosse a alternativa.

« Isto significa então que o teste PCR positivo de Djokovic foi realizado muito mais tarde do que ele afirma? » O teste foi mais manipulado? E como explica o facto de a versão digital do resultado do teste ter indicado por um curto período de tempo, na segunda-feira 10 de Janeiro, que o resultado era negativo »?

O governo federal ainda pode tecnicamente deportar Djokovic da Austrália, tendo o Ministro da Imigração Alex Hawke o poder de cancelar novamente o visto de Djokovic.
Quando questionado, o seu gabinete disse que ainda estava em curso uma investigação e não havia dúvidas de que o artigo do jornal alemão era apenas uma das vias a ser explorada pelo governo.

Contacto: +258 84 91 20 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

leave a reply