Itália: Turistas, proibidos de “parar de andar” numa cidade italiana

Com a aproximação da época estival, o país decidiu adoptar medidas drásticas para evitar ser invadido por turistas.

A época alta do turismo está a aproximar-se e a Itália teme ser sufocada. Segundo o diário “La Stampa”, o regresso dos visitantes está a sufocar alguns centros urbanos italianos.

Contacto: +258 84 91 29 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

Desde o fim da pandemia e do confinamento, a Itália voltou a ser um dos destinos mais populares do mundo. Milhões de visitantes afluem às cidades e vilas de “La Botte”, provocando situações perigosas. Segundo alguns observadores, a recuperação do turismo foi feita de forma demasiado violenta.

Engarrafamentos de peões

O panorama soberbo de Portofino, na Ligúria, um pequeno porto de 400 habitantes, é um grande sucesso nas redes sociais. Esta reputação levou à chegada de 7.000 turistas durante o último fim-de-semana da Páscoa. As numerosas paragens para tirar fotografias nas ruas provocaram um engarrafamento de peões. Perante esta situação, o presidente da Câmara da comuna de Riviera decidiu tomar medidas. Foi aprovada uma portaria que proíbe os turistas de “parar para passear” em determinadas zonas, sob pena de uma multa de 275 euros. Uma medida que inspira outras cidades confrontadas com o turismo de massas. Em Veneza e Florença, é agora proibido comer em certas ruas e, em Roma, sentar-se nos famosos degraus da Escadaria de Espanha.

Apesar destas medidas draconianas, o Governo italiano continua a promover fortemente o turismo, que representa 13% do PIB do país.

leave a reply