África: 30 corpos são encontrados flutuando em rio entre Sudão e Etiópia

Contacto: +258 84 91 20 078 / +258 21 40 14 21 – comercial@feelcom.co.mz

Pelo menos 30 corpos, aparentemente de pessoas que fugiam da guerra na região etíope de Tigré, foram encontrados na segunda-feira (2) flutuando no rio Tekeze, entre o Sudão e a Etiópia, por dois cidadãos sudaneses e dois refugiados, informou a agência Reuters.

Segundo relato de Tewodros Tefera, um médico que fugiu da cidade fronteiriça de Humera, em Tigré, os corpos começaram a aparecer na semana passada. O cirurgião relatou à reportagem que enterrou 10 corpos nos últimos seis dias no Sudão, além de repassar informações de pescadores e refugiados de que outros 28 corpos foram recuperados.

“Eles foram baleados no peito, abdômen, pernas e tiveram as mãos amarradas”, detalhou Tefera. Segundo ele, três vítimas foram identificadas com a ajuda de refugiados como nativos de Tigré, que estavam vivendo em Humera.

Rio Tekeze, na fronteira entre Etiópia e Sudão, destino de dezenas de vítimas de conflitos na região (Foto: Ondřej Žváček/Wikimedia Commons)

Muitos etíopes de Humera, em Tigré, fugiram rumo ao Sudão recentemente devido aos combates entre as forças nacionais e rebeldes da TPLF (Frente de Libertação do Povo Tigré), partido político amparado por um grupo paramilitar.

Pelo Twitter, uma conta vinculada ao governo etíope disse que relatos de corpos flutuando no rio, que circulam nas redes sociais, são uma campanha falsa de “propagandistas” de Tigré para difamar as autoridades nacionais.

Em meio aos confrontos, Tigré enfrenta uma campanha que gera fome e violência e já deteriorou as condições de vida de cinco milhões de civis.

leave a reply