Vivatech 2023: África no centro da revolução digital

Pelo sétimo ano consecutivo, a maior feira de tecnologia de Paris abre as suas portas.

cA Vivatech tornou-se um evento obrigatório para as muitas empresas africanas em fase de arranque que fizeram a viagem. É por isso que temos de criar sinergias”, explica Amadou Coulibaly, Ministro da Comunicação e da Economia Digital da Costa do Marfim.

Leia também:

“Temos realidades socioculturais diferentes das dos outros continentes. Pensamos que os países africanos são semelhantes em alguns aspectos, e um dos objectivos da transformação digital é facilitar a vida das pessoas. Nesta perspetiva, a Costa do Marfim criou um salão, o SACEN, Salon Africain des startups et de l’économie numérique (Salão Africano das Startups e da Economia Digital). Esta é a segunda edição do SACEN, um salão que está a crescer e que esperamos que se torne a Vivatech do continente africano”, declarou Amadou Coulibaly, Ministro da Comunicação e da Economia Digital da Costa do Marfim.

https://www.moz.life/moztickets/event/fancy-international-fashion-show-2023-fancy-talk/

O ponto alto do dia foi o aguardado discurso do filantropo nigeriano e afro-capitalista Tony Elumelu, que veio exaltar as virtudes do empreendedorismo africano.

“Para ter sucesso, é preciso adotar a tecnologia. É preciso adotar a tecnologia para sobreviver. Se não adoptarmos a tecnologia, o nosso negócio está condenado ao fracasso. Alguns de nós estamos onde estamos hoje porque construímos os nossos negócios para durar, e até para durar mais tempo do que nós. Por isso, há muito que podemos fazer. A tecnologia é um catalisador. Estamos agora a ver na vida real que este é o caminho a seguir. E penso que plataformas como a Vivatech são muito importantes. Mas o que também estou a dizer é que a tecnologia não deve servir apenas os bons, deve servir toda a gente”, explicou.

A edição de 2023 da Vivatech centrou-se na inteligência artificial, um sector que está a atrair um interesse crescente em África, um continente firmemente no centro da revolução digital.

PUBLICIDADE

leave a reply