México: cerca de vinte corpos sem vida descobertos junto à fronteira norte

Uma descoberta macabra no México. Um grupo especializado na busca de pessoas desaparecidas descobriu pelo menos 22 corpos em valas clandestinas em Reynosa, no nordeste do país, perto da fronteira com os Estados Unidos. As autoridades anunciaram esta informação na segunda-feira, 17 de julho.

PUBLICIDADE

“Encontraram várias sepulturas, 12 no total, com 22 corpos”, disse Jorge Cuellar, porta-voz da segurança do Estado de Tamaulipas, onde se situa Reynosa. A descoberta foi feita e comunicada pelo coletivo Love for the Disappeared em Tamaulipas, uma região fronteiriça com os Estados Unidos afetada pela violência ligada ao crime organizado. O Sr. Cuellar acrescentou que o Ministério Público local estava encarregado da investigação e que o número final de corpos seria anunciado numa data posterior.

Possíveis vítimas de confrontos relacionados com a droga

A maior parte das ossadas encontradas estavam enterradas há 10 a 14 meses, acrescentou. Levadas pelo desespero e pela falta de resultados das investigações, as famílias dos desaparecidos lançam-se por vezes na busca dos seus entes queridos, geralmente em zonas inóspitas. O estado de Tamaulipas é palco de constantes confrontos entre organizações criminosas que disputam as rotas da droga.

Em março, quatro americanos confundidos com traficantes de droga foram raptados em Matamoros. Com cerca de 13.000 registos de pessoas desaparecidas, este estado tem o segundo maior número de pessoas desaparecidas em todo o México, atrás de Jalisco, que tem 14.987. O país conta com 110.000 desaparecidos desde 1962, um problema crónico descrito como uma “tragédia humana” pela ONU.

Além disso, foram registados 350 000 homicídios no México desde o lançamento da guerra militar contra a droga em dezembro de 2006, a maioria dos quais atribuída a grupos criminosos.

PUBLICIDADE

leave a reply